terça-feira, 3 de junho de 2014

Show de luzes na Casa Cor São Paulo

O ambiente projetado pela arquiteta Carla Arigón Felippi se destacou, não apenas pela leveza e equilíbrio da composição, mas também pelo belo trabalho luminotécnico realizado. Com 174 m², o Living da Imprensa recebeu em duas de suas paredes, um conjunto de arandelas halógenas com lente ótica, que proporcionam o efeito alongado e acentuado da luz.  

Fotos: André Monteiro
Spots embutidos com lâmpadas AR70 e foco direcionável a 8 graus destacam objetos estratégicos, como obras de arte e móveis de design. "A iluminação é meu ponto preferido em um projeto. Ela aponta o que queremos valorizar", comenta a arquiteta.  



A predominância da madeira em um tom claro deixa o espaço harmonioso e agradável. Para dar esse efeito, a profissional utilizou piso laminado Durafloor Ritz e papel de parede com padronagem e textura em padrão amadeirado, da House Decor. "Resolvi utilizar este material por causa da maleabilidade, praticidade e velocidade de limpeza e colocação. Pude fazer um forro em gesso acartonado, moldado como eu pretendia, e simplesmente revesti-lo. A perfeição do toque é realmente incrível e o custo para a aplicação é bem mais baixo do que se fosse de material natural", conta Carla.  



O local se integra ao jardim por meio de grandes panos de vidro, que também deixam em evidência o conjunto de "esculturas flutuantes" feitas exclusivamente para a mostra pelo artista visual Jadir Battaglia. Ao todo são oito peças em compensado de madeira de reflorestamento com 1,70 m de altura, que receberam o nome de Eikonwood e formam uma verdadeira instalação artística dentro do espaço, dialogando perfeitamente com a composição criada pela arquiteta. 

No lado de fora, destaca-se a poltrona Buble Club, da Kartell, cuja forma remonta aos antigos sofás. Feita inteiramente em polipropileno, resistente a intempéries, tona-se ideal para ambientes externos.
   



Detalhes que fazem a diferença:
1. Na entrada do ambiente foi criada uma composição com 80 ripas de madeira cortadas na largura de 3 cm e fixas no chão e no forro. O efeito executado pela Naldo Marcenaria separa o local da entrada sem o isolar, trazendo sensação de transparência. 
2. O que parece um espelho é, na verdade, um painel para a televisão, que quando desligada, fica oculta. A tecnologia, disponibilizada pela Bontempo, traz um design moderno e limpo. 
3. Almofadas com pele foram muito utilizadas em diversos ambientes da Casa Cor São Paulo 2014. Um dos motivos é a chegada do inverno e outro, de acordo com a arquiteta, é permitir toques diversos. "As fibras naturais, o linho, texturas diferentes em cada material ativam os sentidos", finaliza.


Serviço:
Carla Arigón Felippi
Tel.: (13) 3014-3208
www.cafelippi.com.br

Confira as informações da Casa Cor São Paulo 2014 clicando sobre o nome da mostra em nossa Agenda de Eventos.